terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

Receita Harmonizada de Ceviche ou Cebiche

ceviche-vinho-lias-blog-peninsula
Receita Tradicional: Ceviche ou Cebiche Harmonização: por Camila H. Coletti 

Um prato que já tornou-se tradição nas mesas dos brasileiros, tem sido muito apreciado e muito citado nas dificuldades de harmonizações elaborada com vinhos, porém na pesquisa que vem sendo realizada,  encontramos o vinho que faz a harmonização perfeita com ele. Teste… e ficará encantado.
Harmonização:
  • Neste prato devido ao alto teor de acidez, somado às características típicas do peixe cru, busquei um vinho que tivesse a capacidade de enfrentar tal acidez sem denotar amargor ou qualquer outro tipo de desequilíbrio, frente o prato. O meu vinho escolhido foi o da uva Albariño, que tem uma especial capacidade de se dar bem com frutos do mar frescos ao natural, como ostras, e com boa dose de acidez devido o preparo.
    E o Lias – Martín Códax,  é a sugestão perfeita, devido ao incrível equilíbrio que tem, tornando-o quase auto ajustável em termos de acidez, é um vinho impressionante pela capacidade de se adaptar às mais diversas exigências da gastronomia exótica, podendo se dar bem com acidez e a ardência presentes em alguns dos pratos do estilo.  Quando o Lias é degustado sozinho, ele surpreende, aqui você irá entender o auto ajustável usado acima, pois o vinho mostra tanto equilíbrio, que não se nota o alto grau de acidez presente, é portanto mais um dos curingas perfeitos,  importado ao Brasil pela Península Vinhos da Espanha. Um vinho que não pode faltar em nenhuma adega pois soluciona as harmonizações ditas como complicadas.

    Recomendo que conheçam, ele tem uma particularidade, pois fica em contato com seus sedimentos (sur lie) e é submetido à batonnages pelo período de 2 meses, o que o torna um vinho diferenciadíssimo é um Albariño, mas com características especiais, somadas às características da cepa. Imperdível!
Abaixo uma sugestão de receita tradicional que pesquisamos para você.
Receita tradicional Peruana de Ceviche ou Cebiche
  • 400 g de filés de peixe (corvina, pescada, tilápia, robalo) cortados em cubos pequenos cerca de 2 cm.
  • 1 cebola roxa cortada em fatias bem finas
  • Folhas de coentro picadas, cerca de 1 colher de sopa
  • 1 pimenta dedo de moça picada, se quiser mais picante, utilize as sementes também, caso contrário pique sem as sementes.
  • 1 colher de gengibre ralado
  • 2 dentes de alhos.
  • Suco de limão o suficiente para cobrir os ingredientes, aproximadamente 8 limões.
  • Sal a gosto

    Bata no liquidificador o gengibre, os alhos, o sal e o limão, misture a seguir a pimenta picada, e as folhas de coentro, que podem ser substituídas por  folhas de salsa, mas mudam o sabor final do prato.

    Disponha os quadradinhos de peixe com as cebolas fatiadas em um recipiente e cubra com o molho, obtido acima. Na hora de servir escorra com uma escumadeira e disponha no prato sirva acompanhado de milho cozido, fatiado como na foto acima e de batata doce também cozida, no Perú, eles tem uma batata doce laranja, na cor da foto, que é muito doce, então a adaptação sugerida seria, colocar um pouco de açúcar na agua de cozedura, para ter perto do teor de açúcar recomendado na receita, fica a seu critério. Pode-se acrescentar também uma salada verde com nozes e decorações à gosto.

    Pode ser servido como finger food nas pequenas cumbucas apropriadas, trocando-se os acompanhamentos por pequenas torradas, sem sabor específico.


Conheça o Lias e os demais Albariños trazidos pela Península:

Martín Códax Albariño
Lias – Martín Códax
Organistrum


Fonte de receita: Pesquisa no Google com realização de adaptações
Imagem do prato: PromPerú.

terça-feira, 19 de fevereiro de 2013

Vinhos brancos em destaque, Godellos da Galícia.

 

val-de-sil-blog-peninsula
Tempo de calor, tempo de vinhos brancos e de espumantes, que  consumimos bem gelados.

Na semana passada,  o crítico de vinhos Jorge Lucki, em sua matéria semanal no jornal “Valor Econômico”, apresentou os 10 vinhos brancos presentes no cenário nacional, considerado os destaques e dentre eles o vinho “Val de Sil” da Bodega que também leva este nome.

14-fev-jorge-lucki

Como podem observar na foto da primeira imagem,  a região do Val de Sil, situada na Galícia mais precisamente na D.O. Valdeorras é coberta fartamente por formações xistosas, em placas de rocha, que são aqui no Brasil, mais conhecidas pelo nome de ardósia.

    • Ardósia:  xisto metamorfoseado, sílico argiloso endurecido em finas lâminas constituído principalmente por mica, muscuvita, clorita, quartzo e em algumas vezes grafite, turmalina, rutilo e titanita.

Tal condição associada a altitude, clima, região geográfica, fatores na condução dos manejos utilizados na cultura do vinhedo, assinale-se aqui que são antigos vinhedos com mais de 150 anos recuperados pela família e que representam as mais antigas plantações de Godello da Galícia, tudo isto reunido define muito bem o que vem a ser um um espetacular “terroir” usando o termo francês e já universal no meio dos vinhos.

Valdeorras gray

Conheça as características de cada vinho da Bodega Val de Sil

Val de Sil – 100% Godello, com 5 meses de evolução em tanques de aço inox, “sur lie” e “bâtonnages” diárias.

Pezas da Portela – 100% Godello, mantém a mesma condição anterior apenas com diferença de evoluir em barrica de carvalho francês de tostado suave, pelos mesmos 5 meses, “bâtonnages” diárias e “sur lie”.

Pedrouzos – 100% Godello de uma parcela de apenas meio hectare do vinhedo mais antigo da Galícia, com rendimentos abaixo de 800 litros/ha. No processo, são 5 meses rem barricas de carvalho francês novo de tostagem suave, “sur lie” e “bâtonnages” diárias e posteriormente permanece por 6 meses em depósitos de aço inox, em processo de maturação. São apenas 600 garrafas Magnum deste vinho absolutamente único.

Pequeno Glossário

Bâtonnage – termo francês para a movimentação das borras com um bastão. (baton)

Sur Lie – termo francês para o processo no qual  mantem-se o vinho em contato com as borras para obter resultados específicos e reações que geram alterações de sabores e aromas.

Alguns artigos sobre premiações recentes destes vinhos e citações da crítica especializada aqui no Brasil.

por Camila H. Coletti 


Maiores informações sobre os vinhos Val de Sil em nosso site e loja virtual:

www.peninsulavinhos.com.br




 

 


quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013

Harmonizando feijoada com vinho, você acha possível?

feijoada-finca-nueva-peninsula1
Realizando testes práticos de harmonizações, resolvi buscar uma alternativa que pudesse ser além de viável, extremamente saborosa para um dos pratos mais tradicionais aqui no Brasil, a nossa feijoada, o único prato  que tem dedicado a ele,  2 dias da semana, a quarta-feira e o sábado.

Sabemos que o tema é controverso, não é uma harmonização simples, alguns dizem que é impossível outros fazem sugestões estapafúrdias, e eu já vi muitos testes, estudos e referências às tentativas de harmonizar a feijoada com vinho.  O que chegou mais perto, de um resultado positivo,  nesta tentativas que os especialistas vem fazendo,   foi a harmonização com espumante, mas que sempre deixou a desejar, pois não supria uma certa falta de sabor para o qual caminhava o espumante, no decorrer do processo, afinal, a feijoada é um prato de muita expressão, e o espumante suportava por um tempo devido a alta acidez, mas acabava deixando-nos a nítida sensação de vazio, de falta de sabor e da falta de complementação da forte expressão da saborosíssima feijoada.

Assim,  não me rendi e caminhei adiante nesta pesquisa, foi quando surgiu a oportunidade de testes com os vinhos da Península, para a elaboração do Portal de Receitas Harmonizadas, e um dia,  abri o Finca Nueva Viura, me impressionei com a expressão olfativa e a belíssima acidez apresentada neste vinho, com 100% da uva Viura, e iniciei os testes com ele, que acabou por me chamar especial atenção pela sua capacidade de harmonização,  assim,  naturalmente nesta linha de estudos,  caminhei para a feijoada pois ele se tornou uma boa possibilidade de testes, por ser um vinho branco e ter sido aprovado nos testes iniciais que sempre desenvolvo.
Sabemos que um vinho tinto, como alguns sugerem não é uma boa escolha, e é simples de fazer o teste, principalmente se você estiver inspirado para ter suas papilas gustativas embasbacadas com o terrível amargor e a adstringência que resultará desta experiência, eu especialmente fujo disto, tenho muita sensibilidade ao amargor. Este choque ocorre, pois o feijão preto,  tem um alto grau de taninos na casca,  o que causa um agravamento dos taninos presentes no vinho tinto,  gerando o famoso amargor final, o mais temido dos resultados numa harmonização.O teste foi feito,  o resultado foi espetacular, pleno, amplo, intenso e cheio de nuances que irão satisfazer o seu momento gustativo

Confirmado, aprecie!
Feijoada x Finca Nueva Viura = Harmonização Perfeita!!!


  • Finca Nueva ViuraBodega Finca Nueva
    D. O. Ca Rioja
    Enólogo e proprietário: Miguel Angel de Gregório (Finca Allende)
    Safra: 2009
    100% Viura
    R$ 49,00
Visitem o nosso site e loja virtual, pois estamos com várias promoções
incluindo os vinhos testados nas harmonizações.

www.peninsulavinhos.com.br


sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

A Península prepara a folia deste carnaval de 2013


4-melhores-vinhos-peninsula

Anunciando as festas carnavalescas, a Península abre a folia com promoções especiais para que você tenha um carnaval de muitas comemorações e alegrias e apresenta a

NOVA LOJA VIRTUAL Península Vinhos

Onde quer que você esteja, comemore o carnaval, com a folia ou o descanso, o passeio, a viagem, seja qual for a sua opção, comemore com a elegância e o fascínio dos sabores dos vinhos da Espanha trazidos com exclusividade pela Península.
Teremos uma série de promoções, que se inicial na nova loja virtual, inaugurando também um nova fase, com muitas vantagens e promoções especiais aos nossos clientes e aos nossos amigos

Estão sendo colocados em promoção alguns dos vinhos já muito conhecidos dos especialistas e dos apreciadores,
vinhos consagrados aqui no Brasil, portanto aproveite esta oportunidade.

taça-carnaval-peninsula-vinhosVeja  abaixo os vinhos de um dos KITS de carnaval, já disponíveis  no site, com vinhos premiados recentemente, contendo vinhos dentre os classificados como os melhores vinhos da Espanha no Brasil segundo o crítico e especialista Jorge Lucki" e com vinhos classificados como os melhores vinhos do ano na escolha dos especialistas da Revista Prazeres da Mesa".

Depois aproveite para visitar a Loja Virtual e conhecer os outros KITS também em promoções especialíssimas.

Val de Sil

D.O. Valdeorras - Escolhido como um dos melhores vinhos da Espanha no Brasil 2012 por Jorge Lucki e classificado na relação de melhores vinhos pela Revista Prazeres da Mesa
- 100% Godello
 

MO

D.O. Alicante -  Escolhido como melhor vinho na relação preço x qualidade por Jorge Lucki.
- 85% de Monastrell, 15% de Garnacha Tintoreira, Syrah e Cabernet Sauvignon.
 

Abadia Retuerta - SE

Castilla y Leon – Classificado na relação de melhores vinhos pela Revista Prazeres da Mesa.
- 75% de Tempranillo, 20% de Merlot e 5% de Cabernet Sauvignon.
 

Pedro Ximénez de Añada

D.O. Montilla-Morilles - classificado na relação de melhores vinhos pela Revista Prazeres da Mesa.
- 100% Pedro Ximénez
Oportunidade para você ficar por dentro e saborear os vinhos considerados especialíssimos pelos nossos críticos brasileiros.

Leia mais sobre estas premiações:
 


Aproveitem esta folia carnavalesca!!!taça-carnaval-peninsula-vinhos

As promoções acima estão disponíveis através de nossos telefones

São Paulo: (11)3822-3986, no Rio de Janeiro (21)2529-8983


e em nosso site e  Loja Virtual

Península Vinhos


Ocorreu um erro neste gadget

Bodegas, Vinhos e Regiões da Espanha

Vinhos, Vinho, Vinhos da Espanha, Peninsula, Viña Sastre, Regiões da Espanha, Rioja, Priorato, Priorat, Ribera del Duero, Rueda, Castilla y León, Toro, Tierra de Castilla, Valdeorras, Bierzo, Rías Baixas, Somontano, Costers de Segres, Montsant, Cataluña, Terra Alta, Rioja Alta, Rioja Alavesa, Vino de Pago, Pago El Terrerazo, Navarra, Alicante, Yecla, Montilla, Morilles, Montilla-Moriles, Cavas, Espumantes, Vinho tinto, Vinho Branco, Vinho rosado, Vinho Rosé... Bodegas, Bodega, Protos, Aalto, Sastre, Angel Lorenzo Cachazo, Pago de Carraovejas, Finca Villacreces, Ossian Vides y Vinos, Numanthia Thermes, Vetus, Teso la Monja, Dominio de Eguren, Abadia Retuerta, Finca Coronado, Val de Sil, Finca Losada, Martín Codax. Pirineos, Vynia L'Hereu de Seró, Mas Perinet, Ca n'estruc, Edetária, Finca Allende, Bodegas Orben, Finca Nueva, Viñedos de Páganos, Señorio de San Vicente, Sierra Cantabria, Izadi, Mustiguillo, Asencio, Enrique Mendoza, Sierra Salinas, Castaño, Alvear, Cava Juve y Camps