quinta-feira, 6 de setembro de 2012

Conhecendo as uvas da Espanha - Tempranillo, seus muitos nomes e seus vinhos espetaculares…

tempranillo-blog-peninsula-vinhos
Quando uma uva tem sua origem em um determinado país ou região, dizemos que ela é uma uva autóctone, ou seja nativa da região.
A uva Tempranillo, é considerado autóctone da Espanha, com muitos nome e distintas personalidades como irão observar, a Tempranillo representa com classe a diversidade do terroir Espanhol.
Conhecida como Cencibel, Tinta de Toro, Tinto del País, Ull de Llebre, dentre vários outros nomes, (veja tabela abaixo), a Tempranillo tem o reconhecimento nacional e está presente em pelo menos 28 das mais de 60 (DOs) Denominações de Origem e em 27  das 49 regiões produtoras com a classificação, Vino de la Tierra.

Tempranillo Na maior parte da Espanha
Chinchillana Em Badajoz, Cidad Real, Cuenca, Guadalajara
Escobera Em Badajoz, Cidad Real, Cuenca, Guadalajara
Tinta del Pais Burgos, Soria y Valladolid
Tinto Fino Madrid
Tinto de Madrid Toledo, Santander, Salamanca, Soria, Valladolid
Ull de Llebre Barcelona
Vid Aranda Burgos
Os muitos nomes da Tempranillo na Espanha

A Tempranillo tem por caraterística principal ser muito expressiva quanto às condições naturais do local onde está plantada, assim em Rioja Alta por exemplo, se manifesta com mais acidez e menos cor ao passo em que em Rioja Alavesa, ao contrário se expressa com mais intensidade de cor e menos acidez, tendo cada um dos locais, seus encantos e características expressas com absoluta precisão.

Em Ribera del Duero, a expressão da Tempranillo acentua tanto a pigmentação quando o equilíbrio da acidez, como veem a Tempranillo é um exemplar bastante significativo e representativo do que conhecemos com o nome de “terroir”. 
Certamente que uma degustação com vinhos representativos de várias regiões da Espanha, sempre será uma experiência maravilhosa.

tempranillo2-bog-peninsula-vinhos
Assim, não é só de nome que a Tempranillo muda, de acordo com a região, mas muda também a expressão de sua personalidade, permitindo portanto, que cada um escolha sua origem predileta para a expressão do Tempranillo, num vinho escolha aquele, que combine mais com o seu estilo, com o seu gosto pessoal e com a harmonização que pretende realizar.                                                        Por Camila H. Coletti
                                               
Veja algumas das Bodegas e de seus muitos vinhos das regiões citadas importados pela Península Vinhos
Ribeira del Duero:
Rioja:

Abraços aos colegas,

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por entrar em contato com a Península, em breve daremos retorno.
Abraços,

Ocorreu um erro neste gadget

Bodegas, Vinhos e Regiões da Espanha

Vinhos, Vinho, Vinhos da Espanha, Peninsula, Viña Sastre, Regiões da Espanha, Rioja, Priorato, Priorat, Ribera del Duero, Rueda, Castilla y León, Toro, Tierra de Castilla, Valdeorras, Bierzo, Rías Baixas, Somontano, Costers de Segres, Montsant, Cataluña, Terra Alta, Rioja Alta, Rioja Alavesa, Vino de Pago, Pago El Terrerazo, Navarra, Alicante, Yecla, Montilla, Morilles, Montilla-Moriles, Cavas, Espumantes, Vinho tinto, Vinho Branco, Vinho rosado, Vinho Rosé... Bodegas, Bodega, Protos, Aalto, Sastre, Angel Lorenzo Cachazo, Pago de Carraovejas, Finca Villacreces, Ossian Vides y Vinos, Numanthia Thermes, Vetus, Teso la Monja, Dominio de Eguren, Abadia Retuerta, Finca Coronado, Val de Sil, Finca Losada, Martín Codax. Pirineos, Vynia L'Hereu de Seró, Mas Perinet, Ca n'estruc, Edetária, Finca Allende, Bodegas Orben, Finca Nueva, Viñedos de Páganos, Señorio de San Vicente, Sierra Cantabria, Izadi, Mustiguillo, Asencio, Enrique Mendoza, Sierra Salinas, Castaño, Alvear, Cava Juve y Camps